Leituras – Michel Tournier (4)


– É como eu julgava – disse este a Taor. – O tronco é oco como uma chaminé e serve de túmulo aos homens deste país. Se a árvore está decorada é porque um cadáver lá foi recentemente sepultado como uma lâmina na sua bainha. Do alto do tronco, vê-se-lhe o rosto voltado para o céu. Os embondeiros decorados que temos encontrado são outras tantas tumbas vivas de uma tribo de que me tinha falado em Elath, os Baobalis, que significa “as crianças ou os filhos do embondeiro”. Prestam culto a esta árvore que consideram como a sua antepassada e ao seio da qual querem regressar depois da sua morte. O facto é que o coração da árvore no seu lento crescimento incorpora a carne e os ossos do morto, que continua assim a viver de forma vegetal.

Michel Tournier, Gaspar, Belchior & Baltasar, A Idade do Açúcar

Tournier Gaspar e outros

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: