Acabou o Master Class


O Master Class de Escrita Literária com o Mário Claúdio, na Casa da Escrita, já acabou. Foi uma experiência muito interessante. Não correspondeu exactamente ao que esperava (a bem dizer, as minhas expectativas não estavam realmente definidas), mas revelou-se uma experiência positiva. Lembro-me de pensar: só quero saber o que ele, o escritor, tem para dizer. Acho que o que me interessa é localizar o “ver” dos outros criadores; averiguar a percepção que os outros criadores de texto têm do seu trabalho e das mecânicas envolvidas (intrínseca e extrinsecamente); é uma maneira de ganhar pontos de referência. Em suma, procurava neste Master Class alimento de reflexão sobre o meu próprio trabalho criativo.

Mas encontrei mais. Encontrei uma espécie de comunidade. E uma rotina saudável. Quinzenalmente lá nos encontrávamos na Casa da Escrita. Gostava de pensar que o Mário Cláudio foi um polarizador e que a comunidade agora nascida não se vai desagregar depois. Gostava de manter aquela rotina estimulante de ir a um sítio onde se fala literatura. E encontrar-me com o Jorge Fragoso, Xavier Zarco, João Rasteiro, Miguel Carvalho, Licínia Girão, Anabela França, Helena Coelho, Botelho e outros (não memorizei o nome de todos, desculpem-me).

Creio que ninguém foi ali para aprender a escrever. Como o próprio título denuncia, tratou-se de um Master Class, dedicado apenas a interessados já com obra publicada e com alguma experiência na matéria. Mas creio que todos foram à procura do encontro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: