Leituras – Italo Calvino


«Na sequência de uma série de desventuras intelectuais que não merecem ser recordadas, o senhor Palomar decidiu que a sua principal actividade será observar as coisas do lado de fora. Um tanto ou quanto míope, distraído, introvertido, não parece caber por temperamento naquele tipo humano que é normalmente definido como um observador. E no entanto sempre lhe sucedeu que certas coisas – um muro de pedras, uma concha vazia, uma folha, um bule – se lhe apresentassem como que pedindo uma atenção minuciosa e prolongada: põe-se a observá-las quase sem dar por isso e o seu olhar começa a percorrer todos os detalhes e não consegue mais afastar-se delas. O senhor Palomar decidiu que daqui para a frente redobrará as suas atenções: em primeiro lugar, para não deixar fugir os apelos que lhe chegam das coisas; em segundo lugar, para atribuir à operação de observar a importância que ela merece.»

 

Italo Calvino, Palomar, As meditações de Palomar, O mundo observa o mundo

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: